E já está próximo o fim de todas as coisas; portanto sede sóbrios e vigiai em oração. (1 Pedro 4:7)

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Crescimento da perseguição religiosa preocupa Irmão André


Crescimento da perseguição religiosa preocupa Irmão André
Todos os anos o ministério Portas Abertas divulga um relatório atualizado mostrando a Classificação da Perseguição Religiosa no mundo.
Nesse documento eles listam os 50 países mais perigosos para cristãos com base em pesquisas realizadas pela Portas Abertas Internacional que mede as leis do país, a postura das autoridades, da sociedade e das famílias em relação aos cristãos, novos convertidos e igreja no geral. 

O fundador do ministério, Irmão André, comentou com preocupação o crescimento da perseguição dos cristãos. “A perseguição não está diminuindo. Em 2/3 dos países relacionados na Classificação acontece o oposto: ela só está aumentando. Esse tipo de informação que a Classificação traz me preocupa, apesar de esse ser um bom meio de divulgar os pedidos de oração”, disse ele.
O relatório de 2014 trouxe alguns nomes novos de países que antes não tinham grandes problemas de perseguição religiosa. Eles são: República Centro-africana, Sri Lanka e Bangladesh.
“Este aumento tem a ver principalmente com a crescente influência do Islã”, disse o Irmão André, que ponderou sobre o assunto: “Ninguém será capaz de fazer qualquer coisa sobre isso enquanto nós continuarmos chamando todos os muçulmanos de “terroristas”, considerando-os nossos “inimigos”. Qualquer coisa que você oprime e rejeita tende a crescer.”
O documento disponível no site da Portas Abertas mostra que em alguns países como Mali, Mauritânia, Tanzânia e Emirados Árabes Unidos a perseguição diminuiu. Em contrapartida, na Somália, Síria, Iraque, Afeganistão, Paquistão, Irã, Etiópia, Laos, Egito e muitos outros ela só aumentou.
Muitos desses países são de maioria muçulmana, mas olhar para estes religiosos com preconceito só irá aumentar a violência contra os cristãos, é o que acredita o Irmão André. “Enquanto entendermos todos os grupos muçulmanos como terroristas radicais e condenarmos as pessoas previamente, sem qualquer julgamento, a tensão entre o cristianismo e o islamismo continuará a existir”, disse.
O missionário que no início de seu ministério escondeu Bíblias para levar o Evangelho para países distantes, lembra que a missão do cristão é cumprir o que está escrito em Mateus 28. 19-20. “Cumprir esse propósito, ao qual fomos chamados, é amar as pessoas com sinceridade, porque Deus as amou primeiro. Mesmo se você for tratado de uma maneira que o desagradou, lembre-se de ter a atitude de um verdadeiro cristão: faça o que Jesus fez.”
Aos moradores dos países livres, o Irmão André e toda a equipe da Portas Abertas pedem oração e prestação de serviços de apoio para ajudar aqueles que vivem nesses países, tanto os missionários como os novos convertidos que enfrentam as mais diversas violências por conta da fé.
“Junte-se a nós em oração, não só para que os nossos olhos sejam abertos para o papel que devemos desempenhar individualmente, mas também para que a Igreja Perseguida permaneça forte frente às circunstâncias intensas”, pede o ministério.
Veja o mapa de Classificação da Perseguição Religiosa.

por Leiliane Roberta Lopes

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, queremos saber sua opinião.
Deus te abençoe e não te esqueças, Jesus vem!