E já está próximo o fim de todas as coisas; portanto sede sóbrios e vigiai em oração. (1 Pedro 4:7)

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Renomados cientistas se reúnem para tentar impedir o fim do mundo


Renomados cientistas se reúnem para tentar impedir o fim do mundoRenomados cientistas estão estudando seriamente os perigos que podem resultar na destruição da Terra e de seus habitantes. 

Eles acreditam que as principais ameaças globais à humanidade são culpa do homem, não da natureza. Por isso, estão procurando soluções para evitar que isso ocorra logo.
Algumas das mentes mais brilhantes do mundo anunciaram este mês que procuram identificar as diversas maneiras possíveis para garantir a sobrevivência da humanidade a longo prazo. Alguns dos perigos extremos, segundo eles, seriam potenciais ataques virtuais devastadores, conduzidos por terroristas, além da aniquilação nuclear, o impacto devastador de um asteroide e a propagação em larga escalda de doenças mortíferas (pandemias). 
O astrônomo Martin Rees atualmente dirige o Centro para o Estudo do Risco Existencial, da Universidade de Cambridge, uma das mais renomadas instituições de ensino da Europa. Ele explica que entre as figuras ilustres que compõem a equipe está o físico Stephen Hawking, ganhador do Nobel. Ao todo, são 27 dos mais notáveis cientistas do mundo, incluindo acadêmicos das Universidades britânicas Cambridge e Oxford, além das norte-americanas Harvard e Berkeley.
Durante um Festival Universitário de Ciência, este mês, Rees explicou que eles têm se dedicado ao “estudo dos riscos existenciais”. Segundo ele, nas próximas décadas, as possibilidades de eventos com consequências catastróficas serão “fortemente refletidas na agenda política dos governos”.
“Vivemos em um mundo cada vez mais interligado, cada vez mais tecnológico e cada vez mais dependente da internet”, acrescentou Rees. ”Para nós, ocidentais, o mundo aparentemente está mais seguro do que era no passado, mas na verdade o planeta é mais vulnerável do que parece. Nossos líderes têm se centrado em problemas de curto prazo, mas alguém tem que alertar a opinião pública internacional que os perigos são reais e como podem se desacelerar. O fim do mundo não é o roteiro de um filme”, diz o astrônomo Rees.
Segundo os cientistas, uma das causas mais prováveis seria o descontrole da inteligência artificial, uma tecnologia tão sofisticada que poderia tomar o controle do mundo e eventualmente exterminar a vida humana.
Embora pareça ser o roteiro de “O Exterminador do Futuro”, para os cientistas os algoritmos que decidem milhão de transações financeiras por segundo poderiam acabar com a ordem vigente no mundo, e como consequência destruir a vida humana. Entre as outras preocupações, seria um rompimento na produção mundial de alimentos, causada por alterações extremas no clima do planeta.
Essas mudanças climáticas poderiam, inclusive, provocar inundações, furacões, tsunamis como jamais foram vistos. O crescimento da população, especialmente em países mais pobres, coloca grande pressão sobre reservas de comida e água. O cenário previsto é nações entrando em guerra para proteger ou tomar essas fontes preciosas. Curiosamente, muitos desses cenários estão presentes no livro de Apocalipse, escrito a quase dois mil anos.
Ateu declarado, Stephen Hawking acredita que a culpa é do processo evolutivo da raça humana: “Nossa população e o uso de recursos finitos do planeta Terra estão crescendo exponencialmente, assim como nossa capacidade técnica para mudar o ambiente para o bem e para o mal. Contudo, nosso código genético carrega instintos egoístas e agressivos que foram vantagens necessárias para a sobrevivência no passado. Será difícil evitar o desastre nos próximos 100 anos, ainda mais nos próximos mil”, afirmou em outra ocasião.
Há quase uma década ele tem aconselhado os lideres mundiais a começarem a busca de novos planetas para a humanidade habitar. Segundo ele, essa seria a solução mais segura. Com informações de Daily Mail e RT.

2 comentários:

  1. graça e paz!
    Acompanho o seu trabalho missionário ...
    Gostaria de receber informações de como fazer a missão..
    Eu sou missionário pela a graça mesmo,porque aqui onde vivo (Irece-Ba)nem a minha igreja e nenhuma outra não ajuda e nem envia missionário....
    sou o único aqui que faz estas viagens missionárias aos povoados carentes,onde nem a igreja e nem o governo vai...
    Faço tudo com os meus esforços é raro receber uma ajuda para missões...
    E olha que meu trabalho é bem divulgado...
    Eu não consigo entender estas igrejas daqui...querem e pedem dizimos e ofertas mas não enviam e nem ajuda quem está fazendo missões...
    Como vc consegue receber a ajuda?

    Acesse meu blog e meu facebook/Abnaias Duraes:
    www.veredasmissoes.blogspot.com.br
    abnartes@bol.com.br
    (74)9966-3839

    ResponderExcluir
  2. Graça e paz meu caro irmão! Olha, se eu fosse esperar pela ajuda financeira de quem que seja eu não estaria fazendo a obra de Deus, o pouco que faço é como voluntário, não esperando nada em troca, a não ser buscar a aprovação de Deus como bom dispenseiro de sua obra, afinal meu propósito é ser um instrumento nas mãos do Deus todo poderoso, é o que tenho pedido sempre a Ele e espero corresponder com minha missão aqui na terra. Mas continue firme e constante na obra do Senhor, porque a recompensa vem do alto, das regiões celestiais, da parte do Deus glorioso.
    Paz sobre ti!

    ResponderExcluir

Comente, queremos saber sua opinião.
Deus te abençoe e não te esqueças, Jesus vem!