E já está próximo o fim de todas as coisas; portanto sede sóbrios e vigiai em oração. (1 Pedro 4:7)

domingo, 4 de março de 2012

Terceira Guerra Mundial deve iniciar este ano, alerta líder russo

A maior dificuldade hoje parece ser a política externa, por conta dos apoios à China e alguns países árabes. Os Estados Unidos estariam arquitetando o conflito há 20 anos.

Durante a campanha, algumas declarações surpreenderam, pois lembravam mais a Rússia do tempo da Guerra Fria do que o país que vive uma democracia desde 1989.

Vladimir Zhirinovsky, líder do Partido Liberal-Democrático e candidato presidencial da Rússia assustou seus eleitores ao advertir que a Terceira Guerra Mundial pode começar ainda este ano, durante o verão europeu (entre junho e setembro). De acordo com o político, o foco do próximo conflito será no Oriente Médio, especificamente o Irã e a Síria.

De acordo com o plano dos EUA, insiste Zhirinovsky, o conflito será desenvolvido da seguinte forma: após a queda de Bashar al-Assad na Síria, os norte-americanos apoiarão um golpe militar no Irã. Por sua vez, isso aumentará  as tensões entre outros países da região. ”Após dominar a Síria durante o verão,  os EUA vão atacar o Irã. Azerbaijão vai aproveitar para anexar novamente a região de Nagorno-Karabakh.

Isso causaria revolta na Armênia, mas a Turquia apoia o governo do Azerbaijão. Cria-se assim um conflito entre Armênia, Azerbaijão e deverá envolver o país vizinho da Geórgia. A Rússia  será obrigada a proteger as suas fronteiras do sul e  haverá uma “luta em várias frentes ao mesmo tempo”, disse  Zhirinovsky durante uma entrevista à estação de rádio Mayak.

Analisando a situação atual, o candidato nacionalista disse que o conflito internacional foi iniciado pela EUA há 20 anos atrás, e desde então só cresce.

“Na verdade, a Terceira Guerra Mundial começou em janeiro de 1991, quando eles fizeram o Iraque atacar o Kuwait. Até agora, os Estados Unidos e seus aliados já tentaram ocupar sete países árabes. Em seguida, eles devem tentar controlar a Rússia e a China através de todos estes territórios do sul”, disse ele.

A justificativa para isso tudo seriam objetivos econômicos, disse  Zhirinovsky. “Petróleo e energia são a base de tudo. Mas hoje [os EUA] não produzem o suficiente, por isso pretendem controlar todas as nações geradoras da energia do mundo. Já ocuparam os árabes e a Ásia Central. Vão tentar assumir o Irã, que exporta 20% do petróleo mundial . Em seguida, controlarão quase 70% das exportações, excetuando a Rússia e outros países como a Venezuela”.

Em seu programa presidencial, Vladimir Zhirinovski define os Estados Unidos como “a única fonte de agressão que possui uma política incompatível com os modelos de segurança global”.

Ele é famoso por difamar seus adversários políticos, instigando brigas físicas no parlamento e fazer discursos inflamados contra o Ocidente em geral e os judeus em particular. Seu ódio por Israel é bastante  conhecido. No passado, ele defendeu o uso de armas nucleares contra os rebeldes chechenos e para  retomar o  Alaska dos EUA.

Traduzido e adaptado de Rússia News e Acontecer Cristiano

2 comentários:

  1. Passando para deixar o convite e ao mesmo tempo parabenizá-lo pelo excelente espaço.

    Em meu blog, estou postando sobre o Perdão, condição "SINE QUA NON" para obtermos respostas as nossas orações feitas ao Todo Poderoso.
    Espero que aprecie, e que marque a sua presença, comentando.

    Em Cristo,

    ***Lucy***
    http://frutodoespirito9.blogspot.com/


    P.S. Conheci um blog que está com mensagens atuais e polêmicas, vale a pena acessar e ler com atenção sem pré-conceito.
    http://discipulodecristo7.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Amigo José, mais uma vez o Google deletou meus seguidores, sei que não vão resolver o problema, por isso resolvi começar tudo outra vez. A Verdade Que Liberta vai ser desativada. Como já seguia a Verdade Que Liberta, venho pedir que siga agora o Peregrino E Servo. Eu retribuirei de volta. Obrigado.

    ResponderExcluir

Comente, queremos saber sua opinião.
Deus te abençoe e não te esqueças, Jesus vem!