E já está próximo o fim de todas as coisas; portanto sede sóbrios e vigiai em oração. (1 Pedro 4:7)

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Indícios Apocalípticos

Como avaliar a nossa época de forma realista? Estará chegando o temido aquecimento global, ou virá um novo esfriamento da terra? Será que ainda dá tempo de salvar o planeta?

      Há muito tempo tenho o bom hábito de ler os jornais e a bíblia lado a lado. Às vezes é difícil acreditar o quanto este antigo livro ainda é moderno e atual. Mas isso não é de admirar, já que, entre outras coisas, ele é profético. Outro motivo para estudá-lo é, para mim, a busca pela verdadeira situação da nossa boa e velha terra e de seus habitantes.

      Já que leio o Apocalipse de João (8.8) de forma literal, onde algo parecido com uma montanha de fogo (seria uma plataforma petrolífera?) cai no mar, atingindo a água de sangue e matando um terço dos animais marinhos, começo a ficar arrepiada.

      Até hoje nunca consegui imaginar bem do que poderia tratar essa descrição. Mas devido à hipercatástrofe ambiental do gigantesco vazamento de petróleo no Golfo do México, agora dá para ter uma idéia melhor.

      Um esclarecimento: não estou partindo do principio de que a afirmação bíblia está sendo concretizada literalmente diante dos nossos olhos nestes dias. As Escrituras Sagradas sempre falam de sinais, acontecimentos prévios e precursores. Outro exemplo de acontecimento prévio: durante o “Terceiro Reich”, havia cristãos praticantes acreditando que Adolf Hitler era o Anticristo, e que o fim dos tempos havia chegado. Mas Hitler era somente um precursor do dominador mundial ainda mais poderoso, um “Cristo aparente”.

      Por que há tantos problemas e sofrimentos no mundo? Ou: por que as pessoas – incluindo esses maridos e pais na plataforma petrolífera – tiveram de morrer tão cedo? Quem fica para trás certamente sofre. A mídia e os responsáveis pelas indústrias parecem dar pouca atenção a essas vítimas. A dimensão das catástrofes e suas conseqüências encobrem qualquer sofrimento pessoal. O amor das pessoas no mundo esfriou; esse também é um sinal apocalíptico.

      Não podemos esperar que as pessoas experimentarão o céu na terra. Todos vivemos numa “criação caída”, em que há muitas injustiças. Mas sempre há aqueles que conseguem tirar vantagem das situações. Infelizmente, essas são as condições em que vivemos. Ainda assim, pode haver um final feliz para a vida humana.

      O indivíduo pode e deve dirigir-se a Deus de forma prática durante a sua vida aqui na terra. Justamente as experiências negativas têm como objetivo fazer o homem converter-se, como o “filho pródigo” que passava fome junto aos porcos. Mas a decisão sobre a mudança de rumo é individual. De acordo com a Bíblia, a simples intenção ou a fé teórica não serão suficientes. Por isso, em geral os cristãos verdadeiros se revelam – e sua vida reflete que é norteada pela fé.

      O Senhor Jesus explicou aos Seus ouvintes que, às vezes, as pessoas são repentinamente arrancadas da vida. Assim como nós, os discípulos e os outros presentes também ficaram confusos e perdidos diante das tragédias. Por isso, Jesus lhes disse: “Se, porém, não vos arrependerdes, todos igualmente perecereis. Ou cuidais que aqueles dezoito sobre os quais desabou a torre de Siloé e os matou eram mais culpados que todos os outros habitantes de Jerusalém? Não eram, eu vo-lo afirmo; mas, se não vos arrependerdes, todos igualmente perecereis” (Lucas 13.3-5).

      Essas palavras de Jesus são muito claras. Não há nada que Ele deseje mais do que ver criaturas perdidas voltando para Deus, o Pai. Para que isso seja possível, Jesus entregou Sua vida em resgate, por amor a nós, a mim e a você. Mas quem gosta de pagar um resgate quando o refém não é devolvido?
Minha conclusão é: qualquer um de nós pode ser atingido por uma tragédia inesperada, mas a volta, isto é, a convenção oportuna a Deus em Jesus Cristo salva as nossas vidas, protegendo-nos da morte eterna.
A morte certa para todos os seres e qualquer outro tipo de catástrofe perdem muito do seu horror por meio da fé no Filho de Deus. Jesus disse em João 14:1: “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim”. (Helena Reichetzeder)

A autora é colunista de uma revista austríaca.

Extraído da Revista Chamada da meia-noite.
Janeiro de 2011 / ano 42 / nº 01

8 comentários:

  1. JÁ POSTEI SEU BANNER, AGUARDO O MESMO...

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pr. Matias pela parceria, com certeza adicionarei seu banner também, um forte abraço e um ótimo fim de semana pra você.

    ResponderExcluir
  3. Realmente precisamos estar preparados para a volta de Cristo. Fico feliz em saber que podemos contar com um blog que anuncia um acontecimento tão importante para a humanidade, pois assim o nome de Cristo é proclamado. Deus te abençoe...

    ResponderExcluir
  4. Paz... Gostei muuito do texto, apesar de não ter lindo com muita atenção!! Mas tirei algumas conclusões,, mas irei passar e ler ele com mais paciência, pois se trata de um assunto muito importante!!!

    e também o assunto do blog, ou seja o titulo, concerteza nos leva a lembrar que aqui neste lugar irão ser produzidos textos, materias e videos sobre a volta gloriosa do nosso querido JESUS!!!

    Gostei muito, e quero agradecer pela vista ao meu blog, fiquei muito honrada.. e sempre irei passar por aqui... estou seguindo!! Paz...

    ResponderExcluir
  5. Obrigado Kelly pelo seu comentário, essa é a finalidade deste blog, alertar a humanidade sobre a segunda vinda do Messias, continue nos alegrando com os seus comentários.
    Paz sobre ti.

    ResponderExcluir
  6. Obrigado Raquel pelo seu comentário, e volte sempre e saiba que o seu comentário é muito importante pra mim, Deus continue te abençoando,
    Graça e paz para ti.

    ResponderExcluir
  7. Não tenhamos dúvidas!O fim está prÓximo! O que falta mais acontecer?...
    Nada! Poderia ser uma resposta? Ou, ainda tem mais catrástofes!

    ResponderExcluir
  8. Obrigado Fábio pela sua visita e comentário, fiquei feliz em te ver por aqui, Deus seja contigo irmão,
    paz sobre ti.

    ResponderExcluir

Comente, queremos saber sua opinião.
Deus te abençoe e não te esqueças, Jesus vem!